Para ler e brincar

SUPER

Que garoto não quer ser super-herói? Eu nunca me liguei muito nisso antes de ter um menino. Acho que por ter uma família onde as mulheres são maioria, sempre achei bobagem essas listas de diferenças entre os sexos, desde o desenvolvimento motor e da fala quanto o gosto pelas brincadeiras. Pois bem, como nada melhor do que a experiência pra nos ensinar e acabar com certas convicções que acreditávamos ser inabaláveis, eis que veio um menino para colorir a minha vida e mostrar que, de um modo geral, as diferenças existem mesmo, não há como negar.

Uma delas é a fixação dos garotos por certos assuntos (que vão mudando com a idade, claro). Animais em geral, principalmente os da selva – o meu é apaixonado por leão acho que desde antes de nascer – dinossauros, tudo ligado a artes marciais, ninjas, samurais e coisas do tipo e, finalmente, super heróis e vilões. Já para as meninas as princesas são unanimidade.

BATMAN

Aproveitando o feriadão da maioria das escolas e esse tempinho frio que não é muito convidativo para passeios ao ar livre, achei legal dar uma dica bacana para ser feita em casa.

Foi numa incursão em uma livraria a procura de alguma coisa diferente que encontrei uma coleção que virou o meu presente para 9 entre dez amiguinhos de escola. EU QUERO SER… UM SUPERHERÓI para os meninos e UMA BAILARINA ou PRINCESA para as meninas. Os livros são muito legais porque propõem atividades para que a criança incorpore os personagens passo a passo, criando desde o símbolo até um cinto de utilidades, ou fazendo um lanche especial dentro do tema. Até aí nada demais. Eu gostei mas eu sou eu, gosto dessas coisas de fazer a criançada colocar a mão na massa. O que me chamou a atenção e me fez adotar o livro como coringa esse ano, foi o retorno que tive das mães. Várias que encontraram comigo após os filhos ganharem o livro comentaram que adoraram, acharam divertido, diferente, que estavam lendo com ele na hora que eu estava ligando.

CAPA

Pensem comigo: num mar de presentes que as crianças ganham nas festas a gente mal consegue saber quem deu o que, quanto mais lembrar de agradecer ou comentar depois. Isso deve querer dizer alguma coisa, não é mesmo? Eu espero que sim ou deve ter uma fila de mães querendo o meu pescoço!

interna

O livro é grande, bem colorido, tem capa dura e ótimo preço.Além das atividades tem uma história sobre o personagem tema. O do herói, é claro, fala sobre a batalha entre ele e o seu arqui-inimigo.

Chegou a vez do meu ganhar também. O meu pequeno superherói ficou fascinado e guardou o livro num lugar secreto onde os vilões não pudessem encontrar. Acho que acertei na mosca! Devo estar entendendo melhor o universo masculino. Pelo menos aquele até uns cinco anos.

BATMAN

O único “problema” da coleção é que ela precisa da interação entre pais, ou outro adulto, e a criança  para que a mágica aconteça. E isso dá um certo trabalho, nem todos têm essa disponibilidade. Mas quem tiver, pode ter certeza, não vai se arrepender!

Anúncios

Sobre 1001roteirinhos

Duas irmãs que resolveram compartilhar suas experiências com programas pensados para divertir crianças e adultos.
Esse post foi publicado em Mudando de assunto, Roteirinhos de leitura. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Para ler e brincar

  1. Marcos Fleury disse:

    Não é atôa que o pai desse heroizinho foi um dos primeiros sócios do clube do homem aranha, com direito a carteirinha, brindes e super poderes. Além de colecionador das histórias da DC, Marvel e fã incondicional do Fantasma (o espírito que anda) e Demolidor (o homem sem medo).
    É hereditário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s